Record faz sensacionalismo em cima do “Massacre de Realengo”


Três dias depois do “Massacre de Realengo”, a Record continua explorando o caso em todos os seus telejornais, na emissora só se fala no assassinato em massa ocorrido em 7 de abril, por volta das 8h30min da manhã, na Escola Municipal Tasso da Silveira, localizada no bairro de Realengo, na cidade do Rio de Janeiro, onde Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, invadiu a escola armado com dois revólveres e começou a disparar aleatoriamente contra os alunos presentes, chegando a matar doze, todos menores de idade.

O assunto é comentado no Balanço Geral, SP no Ar, Fala Brasil, Hoje em Dia, Record Notícias, SP Record e pra fechar o dia no Jornal Record. A emissora abusa do assunto, repetindo diversas vezes as mesmas cenas, as mesmas discussões, as mesmas imagens, as mesmas reportagens, o mesmo assunto. Uma mesma reportagem vai ao ar em todos os telejornais da emissora, sem qualquer alteração.

O caso sem dúvidas é muito triste e revoltante, porém a emissora têm que seguir em frente, quantas e quantas crianças perdem a vida no tráfico de drogas?

Não é “moral” fazer sensacionalismo em cima de um assunto tão triste como o “Massacre de Realengo”, tomara que Douglas Tavolaro perceba isso e tome providências.

Por: Marcos Henrique

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s