Ação popular tenta reaver prejuízos com Panamericano


Uma ação popular tenta reaver prejuízos supostamente causados pelo rombo do Banco Panamericano ao patrimônio público.

Ela propõe que a conta —estimada em R$ 695 milhões — seja repartida entre o ministro da Fazenda, Guido Mantega; pelo presidente do Banco Central, Alexandre Tombini; pela ex-presidente da Caixa, Maria Fernanda Coelho; e pelo empresário Silvio Santos — todos citados como réus.

O valor de R$ 695 milhões da ação se baseia na perda de valor do Panamericano depois de o rombo de mais de R$ 4 bilhões em sua contabilidade se tornar público. A Caixa tinha quase a metade de participações do banco e também perdeu o valor, tornando isso um prejuízo para os cofres públicos.

Segundo a reportagem do Jornal da Tarde, a resolução do caso pode demorar décadas. O valor da ação pode mudar à medida que novos indícios de prejuízos aos cofres públicos surgirem.

O Grupo Silvio Santos preferiu não comentar o caso, já que o processo corre sob sigilo da justiça.

Na época em que a notícia do rombo estourou na mídia, Silvio Santos chegou a pensar em vender o SBT, que ainda se encontra como garantia do empréstimo pego para salvar o Banco.

RD1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s