FIFA quer ajuda da Globo para filmar Copa 2014.


Executivo da entidade se impressiona com tamanho da emissora e a compara às grandes redes americanas

Ericson exaltou a relação próxima da Globo com a HSB (Host Broadcast Services), braço da Fifa para transmissões de eventos, mas afirmou que em 2014 espera uma cooperação da emissora local detentora dos direitos da Copa mais em relação a dicas de como registrar o torneio fora dos estádios.

“Nós seremos os responsáveis pela produção da transmissão da Copa. Temos uma relação muito próxima com a Globo, mas no torneio ela é apenas mais uma entre as muitas emissoras detentoras de direitos que recebem nosso sinal. Na verdade, esperamos ajuda da Globo em outros assuntos. Vamos dar ênfase ao registro da Copa fora de jogo. Certamente eles sabem onde ir, onde devemos posicionar as nossas câmeras. Queremos registrar a celebração em comunidades (brasileiras), filmar a Copa nas favelas”, afirmou.

O executivo de TV da Fifa comparou o tamanho estrutural da Globo com o das maiores emissoras de televisão do mundo: “São como a CCTV da China ou como as três grandes americanas (ABC, CBS e NBC)”. Ericson ainda celebrou o fato de que a rede brasileira, por ter estrutura própria, vai liberar espaço considerável dentro do IBC (sigla para centro internacional de transmissão), baseado no Rio de Janeiro.

Antes da colaboração na Copa, a Globo terá papel fundamental na transmissão do evento deste sábado no Rio, quando serão sorteados os grupos das eliminatórias de todos os continentes. A emissora responderá pela produção ao lado da Fifa.

Na terça, o diretor da Globo Luiz Gleiser participou de evento especial da Fifa à imprensa para explicar detalhes da transmissão da festa do sorteio, que será levada a cerca de 200 países. O executivo global ainda falou como sua equipe vai trabalhar no sábado e chegou inclusive a receber jornalistas dentro de um caminhão de operações na Marina da Glória, palco do acontecimento.

Ainda sobre o planejamento para a transmissão da Copa de 2014, o diretor de TV da Fifa afirmou que a entidade ainda estuda como evoluir no processo de transmissão dos jogos em 3-D, em iniciativa já desbravada no Mundial da África do Sul. Niclas Ericson ainda contou que um dos estádios da Copa das Confederações de 2013 será utilizado como local de testes para o modelo de trabalho para o ano seguinte.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: