Neste domingo (31), conheça histórias de pessoas que chegaram ao extremo para resolver uma situação grave


Qual o limite do corpo humano? Até onde vão a coragem e o sangue frio? Do que somos capazes numa situação de emergência? No “Repórter Record” deste domingo (31), Marcelo Rezende conta histórias de pessoas que chegaram ao extremo para resolver uma situação grave.

Uma mordida de 200 quilos. Quase o dobro da potência de um soco do campeão de boxe, Mike Tyson. E nem assim, ela teve medo. Você vai conhecer a dona de casa que se atirou na frente de um cão feroz, para salvar a sobrinha de nove anos. De onde veio tamanha coragem? Será que ela teve noção do que estava fazendo? A criança sobreviveu. Mas o episódio teve um fim trágico. A salvadora corajosa teve uma perna amputada. E o cão só parou de morder quando foi morto a tiros.

Um descuido e um susto que ela nunca mais vai esquecer. No caminho de casa, um filho cai na água. A mãe, que não sabe nadar, nem pensa: se atira para salvar o rebento. Os dois quase morrem afogados. Mas acabam salvos, por pedestres que passavam bem na hora. O que explica esse comportamento? Como alguém pode encarar uma missão suicida? Amor de mãe? Falta de noção do perigo?

Dona Braulina, uma senhora de 70 anos. Idade suficiente para ter noção dos limites do corpo e da idade. E na hora do incêndio em casa? Pois saiba que a Dona Braulina forçou a grade da janela e encontrou uma saída. Foi o que salvou os que já estavam quase condenados. A casa virou cinza. A família sobreviveu.

O drama do vício em drogas. A tragédia do crack. Como alguém pode chegar a tal ponto de descontrole, que acaba acorrentado pela própria família? Mais ainda, pelos próprios pais. Uma história triste de um jovem que foi um estudante de direito brilhante e que hoje é um farrapo humano. Como evitar um destino desses? Será que a corrente é o único meio de liberdade? Você seria capaz de prender o próprio filho para salvá-lo das drogas?

A mulher que vivia como um patinho feio e que acabou virando miss. Como ela conseguiu? De onde veio a força de vontade, capaz de transformar uma rotina de vergonha em uma realidade de orgulho? Qual a receita para transformar o próprio corpo?

O “Repórter Record” vai ao ar hoje, as 23h30 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: